As Noites em que o Cão Ladra (IV)

Esteve nos copos com os amigos do escritório até de madrugada. Assim adiou mais uma vez o regresso a casa, insistindo na sua cobarde estratégia de fuga. Às 6h da manhã caiu de podre na cama, adormecendo instantaneamente, mas menos de duas horas depois não conseguiu deixar de acordar com o intenso e fastidioso cheiro doce, como que de frutos quentes, que conquistava a casa

 

As Noites em que o Cão Ladra (I)

As Noites em que o Cão Ladra (II)

As Noites em que o Cão Ladra (III)